search
top

Apresentação

Quando falamos em uma sociedade mais justa e igualitária, quando falamos em democracia, não temos como ignorar o livre exercício de crença de cada cidadão.

A intolerância religiosa não é algo que atinge apenas uma religião, isso é fato. O que acontece é que no Brasil, nenhuma outra orientação religiosa foi tão massiva e historicamente perseguida como as denominadas Afrobrasileiras, entre elas, a Umbanda e o Candomblé.

Em nossa caminhada de muitos anos na luta pela liberdade de crença e o fim dos preconceitos, percebemos nitidamente que a informação é algo fundamental para assegurarmos que os direitos estabelecidos em nossa Constituição sejam respeitados na prática, por isso elaboramos este material.

Esta cartilha possui o objetivo de disponibilizar algumas das principais e mais atuais informações que servem de subsídios na luta pelo respeito religioso que todos queremos e precisamos, afinal, a manifestação de fé, individual ou coletiva, é o que o ser humano possui de mais sagrado, e deve ser preservada sempre.

Um grande abraço, Motumba, colofê, mocuiu e Sarava, muito axé a todos irmãos!!!

Comentários estão fechados.

top